Guia de Raças | Cães

País de Origem: Croácia

Classificação: Cão de guarda

Perfil: Amigável, leal e independente

Expectativa de Vida: 12 a 14 anos

Tamanho: Machos – 56 a 61 cm; Fêmeas – 54 a 59 cm

Pelagem: De comprimento curto, brilhante, duro e denso

Cor: A cor básica é o branco puro. Variedade manchado de preto, com manchas pretas e variedade manchado de fígado, com manchas marrons

HISTÓRIA DA RAÇA

Embora tenha origem desconhecida, o Dálmata pode ser tido como uma das raças mais diferentes e destacadas de todas. Apesar de evidências artísticas indicarem uma origem antiga, não se sabe a época e o local de seu surgimento. Sua história ainda é desconhecida e motivo de disputas. Alguns reivindicam evidências encontradas no Egito Antigo, outros na Grécia Antiga e outros na região iugoslava da Dalmácia, de onde vem seu nome. Entre seus ancestrais pode haver algumas versões do Great Dane manchado ou de pointers, o que também é mera especulação. Até mesmo a função original da raça é desconhecida, isso porque o Dálmata já foi usado para as mais variadas funções e nunca ficou “desempregado”. Essas funções já incluíram cachorro de briga, pastor, cão de tração, caçador de ratos, e até mesmo cão de circo. Mas foi como cão de carruagem na Inglaterra Vitoriana que ele encontrou seu lugar. O cão de carruagem tinha função prática e estética. Ele protegia os cavalos do ataque de cães, dando um toque de estilo ao processo. Esses cães seguiam ao lado, na frente ou atrás da carruagem (posição considerada a mais elegante). O interessante é que algumas evidências mostram que a posição na carruagem pode ter um componente hereditário. Coma a chegada do automóvel, o Dálmata perdeu seu lugar na sociedade e a sua popularidade caiu. Ele continuou como cão de carruagem em carros de bombeiros puxados por cavalos, o que levou à adoção do moderno “cão dos bombeiros”. Sua brilhante colaboração sempre garantiu que ele fosse visto como um cão de estimação e de exposição muito popular. Entretanto, seu aparecimento em filmes infantis o transformou em uma das raças mais queridas da América nos anos seguintes.

PADRÕES DA RAÇA  DE ACORDO COM A CBKC (CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA)

O Dálmata é um cão bem balanceado, distintamente manchado, forte, musculoso e ativo. Simétrico em suas linhas externas, sem ser grosseiro e sem hipertrofia muscular. Ele é um cão capaz de grande resistência e velocidade.

PERFIL

Cão onde as manchas numulares constituem traço característico. O Dálmata é um cão vigoroso, musculoso e ativo, harmonioso, não é grosseiro nem pesado, podendo fazer prova de muita resistência e de fácil movimentação. Social e amigável com os donos ou pessoas próximas, ele também pode ser desconfiado com desconhecidos, por isso pode ser tido com um bom cão de guarda, dando sinal apenas quando necessário.

TAMANHO

Harmonia geral e proporção são de suma importância. Altura na cernelha: Machos: 56 a 61 cm. Fêmeas: 54 a 59 cm.

PELAGEM

A pelagem é curta, dura, densa, fina, lisa e brilhante. Por essas características a tosa geralmente é descartada para esse tipo de cão.

COR E MARCAÇÃO

A cor básica do Dálmata é o branco puro. Pode haver variedade de manchado de preto, com manchas pretas e manchado de fígado, com manchas marrons. Essas manchas não podem se misturar, são redondas, bem definidas e tão bem distribuídas quanto possível. Tamanho de 2 a 3 cm de diâmetro. As manchas da cabeça, cauda e extremidades devem ser menores do que aquelas do corpo.

Assine nossa Newsletter
Mapa do Site