Cuidados, Dicas e Notícias
Carne industrializada faz mal para cachorros? (11/05/2011)
É comum e até automático pensar que alimentos industrializados como salsicha, linguiça ou presunto possam prejudicar a saúde dos animais. Mas, conforme Alexandre Sano, diretor da Sociedade Paulista de Medicina Veterinária, oferecer esse tipo de petisco aos cachorros (que são animais carnívoros) não fará mal – desde que não seja o único alimento da dieta do pet. “Dar pedaços de salsicha ou qualquer outro alimento embutido à base de carne para um cachorro não é o problema. O organismo do animal, de natureza carnívora, está pronto para processar carnes das mais variadas possíveis como de roedores, aves e vísceras”, afirma Sano, que completa: “Se não houvesse ocorrido a domesticação, eles viveriam muito bem assim”. Ainda, de acordo com o profissional, mesmo a quantidade de corantes e conservantes contida nesses alimentos não é considerada propriamente nociva ao organismo de cães e gatos “O ideal é alimentar os bichinhos, hoje em dia, com ração, pois elas [rações] já vêm balanceadas. O dono pode até misturar um pedacinho de salsicha no alimento, como muita gente faz. Se fizer mal, isso será apenas uma característica individual – mas é como acontece com os humanos: assim como tem gente que não pode com certos alimentos, para os animais vale o mesmo; há até cães que se dão melhor com rações mais simplórias e baratinhas do que com as mais elaboradas e caras”, conta. Também o professor Aulus Cavalieri Carciofi, da faculdade de medicina veterinária da Unesp (Universidade Estadual Paulista), confirma a afirmação do colega. Especialista em alimentação para cães e gatos, Carciofi diz que até mesmo os problemas mais comuns associados ao consumo de embutidos (como pedra nos rins ou obesidade) estão relacionados muito mais à sensibilidade individual de cada animal. “Dizer que dar linguiça para um cachorro, por exemplo, faz mal ao organismo, não passa de desinformação. Os embutidos, na verdade, podem até fazer bem, pois são fonte de proteína e gordura. E se os conservantes desses alimentos são adequados ao consumo humano, logo também não podem ser considerados impróprios aos animais. O dono precisa, no entanto, levar em conta o equilíbrio da dieta”, explica o professor. A dica, portanto: se o dono do animal optou por alimentar seu pet com ração, mas quer fazer um agrado a ele dando um pedacinho de salsicha ou outro embutido, até pode fazer isso diariamente, mas nunca oferecer uma quantidade 10% maior em proporção à porção diária da ração. Agora, se o dono optou por alimentar seu animal com comida, fica mais difícil mensurar essa proporção, que vai variar muito de acordo com o tipo de comida. Em casos como esse é melhor procurar por um veterinário especializado em nutrição para montar uma tabelinha.
Assine nossa Newsletter
Mapa do Site