Cuidados, Dicas e Notícias
Língua de fora em cães significa mais que alegria (07/10/2018)

A língua dos cães serve para muitas coisas. Com ela é possível sentir o sabor dos alimentos e ajudar na mastigação, conhecer o ambiente e se expressar. Também quando lambem os donos, os animais demonstram afeto, carinho e respeito.

Entretanto, a língua de fora pode ser um pedido de pouco mais de atenção. E não apenas isso. Uma das utilidades importantes é regular a temperatura do corpo. Alguém já viu um cão suar?

Pois é; ele não transpira como os humanos (pela pele) e, por isso, ficam com a língua de fora para respirar e soltar o ar quente. Então quando fazem isso, não significa apenas que estejam cansados, mas que precisam resfriar o corpo.

Também, como muitos animais, os cachorros costumam lamber os machucados, pois a saliva pode ajudar a limpar a ferida. Porém, se passar a língua muitas vezes na mesma região, ela pode machucar ainda mais.

COMPORTAMENTO

Os cães dão diversos sinais sobre o que estão sentindo. Para entendê-los basta prestar atenção em seu comportamento. Quando estão agachados com as patas para frente e o bumbum levantado, por exemplo, indica que estão chamando para brincar. Se a orelha está em pé é porque estão prestando atenção em alguma coisa ou que estão confiantes. Já o rabo abanando significa alegria e, se esticado, é sinal de alerta, enquanto que se estiver para baixo das pernas, indica medo ou submissão.

FOCINHO

É gelado e molhadinho, mesmo em dias quentes. Isso é resultado do fato deles não suarem como nós (como já citado) e transpirarem pela boca e nariz. Mas é preciso ficar atentos: se o focinho estiver seco ou quente, é sinal de que os pets estão doentes (pode ser febre e indicar gripe ou infecção). Por isso é necessário levá-los ao veterinário. Seus olfatos (30 vezes melhores que os dos humanos) é o principal sentido dos cães. Pelo cheiro eles conseguem identificar os donos, membros da famílias, e se algum outro bicho passou por ali. O mesmo ocorre quando vão fazer xixi: conseguem descobrir se o cão que passou por lá é macho, fêmea, saudável e se está no cio. Por farejarem muito bem, são os animais escolhidos para trabalhar como rastreadores, localizando pessoas perdidas, vítimas de soterramento, drogas e explosivos.

BIGODE

Também é importante para os cães. Ele ajuda na hora de farejar e ainda tem a mesma função que o tato para os humanos. Por isso não é saudável cortar o bigode dos bichos, pois eles podem perder um pouco da sensibilidade necessária para caçar e até se machucar. O bigode os ajuda, por exemplo, a saber se, se colocarem a cabeça em um buraco, poderão retirá-la de lá depois.

GATOS

Esses felinos têm muitas características semelhantes aos dos cães. Eles também transpiram pela língua e vivem se lambendo. A língua desses felinos tem milhares de pontinhos ásperos, que a deixa como uma lixa. Serve para lamber as presas e retirar penas ou pelos, além de ser fundamental para sua higiene. Por isso dizem que gatos não precisam de banho, pois estão sempre se limpando com a língua: passam cerca de 10% do tempo fazendo isso, percorrendo todo o corpo, da cabeça à cauda. Para eles lamber é algo tão natural, que se pararem de fazê-lo podem estar doentes.

Assine nossa Newsletter
Mapa do Site