Cuidados, Dicas e Notícias
Cães são Caninos e Pessoas são Humanos (07/06/2016)
Sinseeho via Shutterstock

Você já deve ter ouvido alguém se referir aos seus cães como sendo suas crianças. Enquanto nós realmente temos grande apego emocional aos nossos cães, eles não são o mesmo que pessoas. Isso não significa que os cães devem ser rebaixados ou desconsiderados.

O que significa é que é preciso entender que existem algumas semelhanças entre humanos e cães, mas existem diferenças também. Essas diferenças, em particular, podem fazer com que humanos tenham um entendimento equivocado do comportamento do seu cão bem como causar uma quebra na comunicação entre os dois.

Os cães são animais maravilhosos e possuem muitos traços excepcionais.

Mas existem algumas poucas coisas que são muito diferentes entre cães e pessoas

1. Cães não gostam de contato físico próximo

Isso inclui beijar, abraçar e se pendurar neles. Essas são formas humanas de mostrar afeição e é comum invadir o espaço pessoal de alguém diariamente, mas os cães não percebem essa intrusão no seu espaço tão bem como nós vemos. O seu cão pode nem sempre se importar em ser segurado ou abraçado e alguns cães realmente curtem.

Mas, você nunca deve fazer essas coisas para um cão que você não conheça ou no seu próprio cão caso ele se sinta desconfortável. Você também deve aprender a ler o seu cão individualmente. Ele realmente gosta dessas ações ou ele meramente às tolera? Os cães são muito bons em dar dicas que podem lhe dizer como ele está se sentindo, então leia esses sinais para que você possa evitar estressar o seu cão.

2. Cães não possuem orientação moral

Ética e moralidade são conceitos completamente humanos. A natureza não é moral e não existem comportamentos bons ou maus que acontecem. Cães pensam de forma natural e não estão apresentando ações maliciosas contra os humanos na sua vida. Se o seu cão morde alguém, ele não pensa nada sobre isso depois. Ele não se sente culpado de forma alguma.

Isto é importante entender porque é muito comum donos de cães sentirem que o seu cão operou por maldade (“Ele fez cocô no tapete para se vingar de mim”) ou que ele sabe o que fez. Um cão pode parecer culpado quando você chega em casa após ele ter mastigado alguma coisa que não devia ou teve um acidente, mas não têm conexão emocional nenhuma. Na realidade ele só olha daquela forma porque ele aprendeu o padrão de você ficar brabo quando chega em casa.

3. Cães não têm senso de tempo

Eles realmente vivem o presente. Isso não significa que eles não lembrem de pessoas ou cães que conheceram no passado. Eles podem fazer isso. O que não podem fazer são conexões entre o seu comportamento e o que aconteceu a mais de 15 segundos no passado. Por isso é tão importante elogiar e recompensar no exato momento em que o cão está se comportando da maneira que você gosta.

Cães aprendem por meio de padrões, associações aprendidas entre um comportamento e alguma coisa que resultou disso (uma recompensa, por exemplo). Eles não farão uma conexão a menos que você preste atenção de recompensar no momento.

Uma falta de senso de tempo também está presente num cão não entendendo quando fez algo errado. Aquele monte de urina no seu carpete de duas horas atrás não significa mais nada para o seu cão agora. Lembre isso quando estiver ensinando o seu cão. Você não pode ficar brabo com um cão por algo que não está acontecendo neste exato momento.

4. Cães perdoam mais que humanos

É impressionante o quão grande é a capacidade deles perdoarem. Existem algumas pessoas que têm essa capacidade também, mas cães como espécie são incríveis. Eles perdoam tantos erros humanos em treinamento e na vida. Você pode pegar um cão severamente mal tratado que deveria odiar as pessoas e mesmo assim esse cão tem a capacidade de perdoar, amar e ir em frente. É provável porque eles vivem tanto no presente e não no passado.

5. Cães confiam mais em linguagem corporal e sinais não verbais

Eles sempre irão escolher isso em vez de sinais verbais, enquanto os humanos são muito mais orientados a fala. É por isso que durante o treinamento é essencial que você limite sinais desnecessários ou acidentais com o corpo e seja bem consistente com quaisquer sinais que você use.

Existem outras diferenças entre cães e humanos, mas estas são algumas das maiores que mais irão influenciar no seu relacionamento e no treinamento do seu cão.

Existem também algumas similaridades entre cães e humanos.

1. Ambos somos animais sociais

Maior parte das pessoas e dos cães querem e na realidade precisam estar com outros. Nós encontramos conforto em relações próximas. Isso é em parte porque podemos criar um vínculo tão forte com um cão mesmo nós não sendo da mesma espécie. Eles querem estar conosco.

2. Nós ambos precisamos nos comunicar e sermos ouvidos

Cães são excepcionais em tentar falar conosco mesmo que usemos formas diferentes de comunicação. Eles aprendem o que funciona melhor para falar com você então alguns cães irão latir ou usar sinais verbais e outros usarão mais a linguagem corporal. A parte importante é que ambos nós queremos e precisamos nos comunicar. O truque é descobrir a melhor forma de fazer isso cruzando a barreira da espécie.

3. Ambos aprendemos em padrões embora seja mais complexo com humanos em função da linguagem e habilidades avançadas

Dito isso, cães aprendem por associação. Esse comportamento aconteceu e foi isto que aconteceu depois. Os humanos são da mesma forma. Nós aprendemos por associação coisas que queremos que aconteçam novamente e as coisas que queremos evitar. Entender que o padrão é o mesmo para ambas as espécies realmente ajuda com o treinamento do seu cão porque você pode entender como suas associações acontecem e como ele está aprendendo.

Existem mais coisas diferentes entre cães e humanos que similaridades, mas de alguma forma nós continuamos a criar vínculos próximos com os nossos cães e eles conosco. Entender as diferenças básicas e similaridades ajuda você a melhor entender como trabalhar e viver com o seu cão.

Fonte: Kim Downing - www.howtoteachadog.com
Assine nossa Newsletter
Mapa do Site