Cuidados, Dicas e Notícias
A “idade humana” dos cães (10/02/2015)

Os cães são a espécie de mamíferos mais diversa do planeta e portanto, podem sofrer variações em relação ao seu peso, cor, porte e expectativa de vida. No decorrer da história, eles foram se tornando grandes companheiros da humanidade, e hoje são considerados o “melhor amigo” do homem.

Diante desse grande afeto entre os cães e seus donos, muitos passam a tratá-los como parte da família e ficam curiosos para saber sua idade caso fossem humanos. A grande maioria acredita que cada ano canino corresponde a sete anos da idade do homem, mas então um cão de 15 anos teria 105 comparado com a idade dos seres humanos? Essa relação não é muito precisa.

A idade dos cachorros variam de acordo com a raça e porte do animal, no entanto, cada cão tem o seu próprio tempo de envelhecimento. Normalmente, os cães pequenos tendem a viver mais do que os grandes. Isso acontece porque o risco do desenvolvimento de câncer aumenta com a idade, e cachorros maiores têm até 50% de risco de morrerem dessa doença, portanto as raças maiores geralmente têm vida mais curta do que as menores, nas quais as chances de morrer de câncer caem para 10%.

Como já dito anteriormente, não é possível saber a exata “idade humana” dos cãezinhos, mas a consultora comportamental e adestradora, Malu Araújo diz que para chegar a um cálculo mais preciso, a média (a partir dos 3 anos caninos) é: para cães de pequeno porte multiplicar sua idade por 5, cães de porte médio por 6 e cães grandes em torno de 7 a 8. Alguns cachorros, mesmo sendo velhos em idade, não aparentam isso fisicamente. É como nos humanos, alguns tardam a envelhecer, enquanto outros parecem ter envelhecido precocemente.

Os cuidados com o animal, a alimentação, as idas ao veterinário e a prevenção de doenças são fatores que podem contribuir com a aparência, saúde e bem-estar do seu companheiro, embora, nem sempre sejam esses os fatores determinantes.

Conhecer a idade do seu pet é muito importante, pois assim é possível entender melhor o comportamento deles. Já que o envelhecimento, em todas as espécies, é inevitável, cabe a nós tomar alguns cuidados para que o seu grande companheiro tenha boa qualidade de vida mesmo na terceira idade.

Assine nossa Newsletter
Mapa do Site