Cuidados, Dicas e Notícias
Futuro alimentício pode ter carne produzida em laboratório (08/06/2010)
A produção de carne em laboratórios sem a necessidade de matar animais se afasta da ficção científica e pode até, em menos de dez anos, dar origem a um hambúrguer ecologicamente correto. A carne fermentada é elaborada a partir do cultivo em laboratório de células-tronco ou de músculo de animais como frangos, porcos ou cordeiros. A alternativa, uma dos 50 invenções do ano de acordo com a revista Time, de 2009, seria “mais saudável e menos poluente”, além de ter as mesmas proteínas que a carne normal, conforme seus defensores. Sua produção pode, inclusive, ser controlada para evitar doenças como o mal da vaca louca ou a gripe A. “E até poderemos fazer hambúrgueres que previnam ataques cardíacos”, assegurou à Jason Matheny, diretor da New Harvest, uma organização sem fins lucrativos que une esforços de cientistas de todo o mundo nesta área. Para convencer as pessoas que desconfiam desse novo tipo de carne, Matheny argumenta também que “a maior parte do que comemos vem de laboratórios e tudo é processado” como o leite e o queijo. Já sobre a possibilidade de que estas práticas experimentais possam ter efeitos inesperados para a saúde humana, respondeu: “Não somos conscientes de nenhum risco”. A invenção poderia ser uma solução para a insustentabilidade em um planeta onde a pecuária devasta a Floresta Amazônica e agrava o aquecimento global, como alertou um relatório das Nações Unidas. A fórmula secreta está em uma espécie de sopa biomédica composta de nutrientes procedentes de sangue animal e micro-organismos. Por enquanto o resultado são apenas pequenas tiras de carne de um centímetro de comprimento, nas quais é possível acrescentar proteínas e, se a tecnologia continuar avançando, entre cinco e dez anos – como estima Matheny, essas tiras poderiam produzir substitutos para a carne em grande escala, com uma textura dura o suficiente para ser mastigada, além de um sabor que poderá ser confundido com o de um bife.
Fonte: Jornal O Estado de São Paulo
Assine nossa Newsletter
Mapa do Site